seja bem-vindo!

bem-vinda ao blog da cristine torchia - ateliê lua azul. divirta-se e aproveite.

terça-feira, 28 de maio de 2013

vivendo e aprendendo - diversificar ou especializar-se?

meninas,

diversificar ou especializar-se?

esse é um assunto que sempre se comenta nos meios do artesanato, pois algumas pessoas defendem a tese de que é melhor diversificar... e outras defendem que é melhor se especializar em algo...

penso sempre nisso, pois fiz escolhas (como todas nós fazemos/fizemos) e cada escolha tem seu preço, suas vantagens e desvantagens (como tudo na vida, aliás).
mas podemos pensar um pouco mais sobre o assunto e verificar se podemos ou queremos mudar alguma decisão... não é mesmo?!

eu fiz a escolha da diversificação.
originalmente trabalhava com pinturas em diferentes suportes - madeira, tecidos, barricas, cerâmicas, paredes... e assim foi por bastante tempo.
mas mesmo dentro da pintura eu já mudava frequentemente de suporte.

por surpresas da vida, acabei indo para as costuras e bordados, para as bonecas de pano, para os bichinhos, fuxicos, objetos e acessórios com tecidos e feltros (coisas que também já fazia desde pequenina, mas que não estavam focadas até então)... mas me apaixonei sobretudo pelo feltro.
e assim mudei de turma, de "ramo", de técnica, de suporte.
e novamente diversifiquei, pois não fiquei somente no feltro, não fiquei somente nas bonecas...

isso sem contar que também me dediquei ao EVA, aos trabalhos pedagógicos, aos jogos.
atividades e trabalhos que também eram muito gostosos e criativos, mas por circunstancias variadas ficaram pelo caminho... já que outras prioridades se mostraram e foram tomando conta.

vejo agora (e conto um pouco de tudo isso), depois de um bom tempo transcorrido, que a diversificação me abriu muitas portas, muitas oportunidades, muitos convites e aprendizados.
e isso foi bem importante e prazeroso pra mim.

mas vejo também que dificilmente as pessoas que me acompanham saberiam definir a minha carreira como especialista em...
sim, eu não sou a costureira, a bordadeira, a patchworkeira, a bonequeira, a pintora, a especialista em EVA...
o feltro é, sem dúvida, uma grande paixão e minha principal fonte de inspiração e prazer... mas ainda assim eu não me especializei em bonequinhos, em lembrancinhas, em animais, em flores...
faço coisas que vão me desafiando, me dando prazer, me trazendo referencias e bagagens novas.
e assim vou transitando em diferentes caminhos e universos do artesanato.

as mandalas, por exemplo, são trabalhos que me acompanham  frequentemente, mas, de vez em quando, deixo-as de lado e vou me dedicar aos meus monstrinhos - igualmente presentes nas minhas criações, e igualmente prazerosos nas minhas artes...

menciono tudo isso como exemplos, pois acho necessário fazer essa reflexão quando e se vc estiver pensando sobre a sua carreira no artesanato, já que tomar a decisão pela diversidade ou pela especialização poderá mudar bastante os rumos de sua vida, até mesmo financeira.

ter diversas portas abertas pode significar alternativas quando algo sai (momentaneamente) de moda, como no caso das pinturas (de um modo geral). e isso é importante.

vcs devem ter reparado que as pinturas estão em baixa há algum tempo, as revistas especializadas tomaram outros rumos e as empresas também se adaptaram a novas oportunidades...
então, os especialistas também tiveram que fazer adaptações para continuar tendo oportunidades no mercado artesanal, não é mesmo?!

os tecidos tiveram uma forte ascensão em muitas técnicas e segmentos... e estão em quase tudo o que se refere ao artesanato atual. e esta tendência deve se manter por bastante tempo.

mas ter um nome bastante reconhecido em determinada coisa (técnica ou material) também pode significar um diferencial importante para ser referencia, ser exemplo, ser consultado, ter fãs e seguidores bastante empenhados e assíduos nas aulas e na aquisição de produtos... em resumo, isso também pode ser determinante num momento de necessidade de destaque.

então, repare na sua carreira, nas suas aspirações, nos seus talentos, mas principalmente na sua verdadeira VOCAÇÃO, pois tudo isso será importante nas decisões que podem fazer toda a diferença na vida profissional e no verdadeiro sucesso que espera conquistar...

alguns desejam sucesso, fama, prestigio.
outros desejam o prazer da satisfação ao realizar algo com as próprias mãos e criatividade.
existem aqueles que amam ensinar e transmitir seus conhecimentos, trocando figurinhas... dando e recebendo...
outros desejam a remuneração, a riqueza (acima das outras coisas).

se der pra ter um tanto de cada coisa, sempre com sinceridade e amor pelo que se faz, acho justo, digno.

mas e vc, já sabe o que realmente quer e já fez suas escolhas com bases bem pensadas?

então, é hora de queimar neurônios e achar as suas respostas.
receita pronta não existe, pois exemplos são exemplos que podem ter dado certo para esta ou aquela pessoa... mas vc é vc (rssssssss claro!) e somente vc poderá saber o rumo que quer dar pra sua vida profissional.

boa sorte e boas decisões.
não é fácil, mas acho que vale muito a pena.




eu prefiro ser essa metamorfose ambulante... (raul seixas) 
mas esta sou eu. 
e vc?

6 comentários:

Luciana Dias disse...

Ótima reflexão, vale a pena analisar as possibilidades e também deixar ser guiada pelo coração, isso sim é ser artesão, viver para criar com emoção, a diversificação é natural pelo fato de vivermos em constante aprendizado.

Beijos!

Luciana Dias - Inovarte Simples Assim

http://inovartesimplesassim.blogspot.com.br/
https://www.facebook.com/InovarteSimplesAssim

Andreia Goes disse...

Este post caiu como uma luva para mim sabe... A tempos venho debatendo esta questão... como você optei pela diversificação, e acho que exatamente por isso a reciclagem virou minha paixão, pois com ela tenho a possibilidade de escolher as mais diversas técnicas abrindo assim um leque imenso de possibilidades.
Iniciei com o biscuit, com o qual trabalhei mais de 10 anos...hoje trabalho com tecidos, EVA, papéis, biscuit e tudo de interessante que cruzar meu caminho...
Já fui muito criticada e até chamada de oportunista, por vezes me dedicar a arte do "momento" e aplicar aos meus trabalhos aquela nova técnica...ouvi muito que era difícil identificar meu ramo por não ter uma técnica definida, isto até em procura de parcerias com empresas, pois as mesmas preferem pessoas que se dedicam a uma técnica específica a qual utiliza os produtos por elas distribuidas...
O engraçado é que hoje olhando meus trabalhos percebo que aos poucos vou agregando um pouco de cada técnica as peças que vou criando...
Eu opto pela paixão ao meu trabalho...amo o que faço e essa mudança constante me completa... adoro desafios, me faz sentir sempre viva... me instiga a estar sempre inovando...
Diversificar ou especializar-se????Que tal diversificar o jeito de ver a vida e especializar-se em ser feliz?
Afinal no final o que importar é ser FELIZ...seja na procura por sucesso, por dinheiro ou simplesmente pelo prazer de vivenciar aquela experiência...

Bora criar um mundo cheio de cor e alegria...sempre em constante mudança, afinal somos assim...sempre em evolução...

Beijos e adorei estar aqui...

Mila Art's disse...

Acredito que um pouco de cada.
Eu gosto de diversificar, as vezes me arrisco em outras técnicas.
Mais tem também minha paixão, que é o feltro. Por isso se especializar também é interessante, no sentido de melhorar meu trabalho, o acabamento, e agregar novos produtos.
Você citou o trecho ''Eu prefiro ser, uma metamorfose ambulante''
E cito ''Eu sou uma contradição'' da Pitty...rsrs
Porque acho tão lindo, quando você descobre uma nova técnica. Mais também acho tão lindo poder me focar em uma só técnica sabe..rsrs.. nem eu me entendo.
O importante mesmo, é trabalhar com o coração e imaginação. Adorei o post. Bjs

Fulô Arteira disse...

Oi Cris! passei pra prestigiar seu espaço e me deparei com este texto incrível que você escreveu.
Me identifiquei pracaramba rs...
É muito bom poder e querer experimentar técnicas novas, tipo se jogar mesmo e arriscar, ousar,em tudo aquilo que nos interessa, nos instiga.
Eu acredito nessa coisa de instigar, sabe?! tudo o que me deixa curiosa, naturalmente fico matutando até eu poder concretizar, é isso que acontece comigo nos trabalhos manuais.
Digo sempre que estou boiando (aprendendo, na verdade) mais um dia nado de braçada kkkkk
Olha acredito que essa metamorfose como você mencionou acima. Não consigo ficar na mesmice, muita coisa me aguça rsrs...
Cris fiquei encantada com sua postagem, dá vontade de ficar escrevendo, escrevendo, escrevendo...é porque me identifiquei super com seu texto rsrsssss...
Forte Abraço
Sucesso sempre
http://fuloarteira.blogspot.com.br

Toka da Arte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Toka da Arte disse...

Oi Chris, o post como disse a Andreia Goes, caiu como uma luva, aliás, dizer o quê? Ela já disse tudo, faço minhas as palavras dela (obrigada, Andreia), sem tirar nem por, rs. Porque é o meu caso também, inclusive no que diz respeito as empresas, e olha que já vi coisas por aí, tipo uma empresa ir atrás de alguém que estava mais na mídia,porque usava um tipo de produto, mas a pessoa fez um trabalhinho de agradecimento, e continuou usando os produtos/marca que já usava e divulga direto, enquanto muitas outras meninas que trabalham com a diversificação de suas peças agarrariam a oportunidade e divulgariam a marca muito mais e melhor! rs tem de tudo nesse meio artesanal. Bjs!